segunda-feira, 5 de julho de 2010

DE VOLTA...


Sem comentários sobre a longa distância que nos separou, desde a última postagem. Motivos diversos (e muito marcantes) que vou tentar dividir com todos, a cada semana. Esta imagem é da publicação da matéria sobre meus trabalhos/carreira na revista 'GRÁFICA - Arte Internacional', do genial Miran. Uma honra e uma realização de um sonho muito antigo. Obrigado Miran! Em breve, outro cartunista/caricaturista deve estar bombando nas páginas da revista, mas deixo p/ o Miran a revelação da novidade...

7 comentários:

Mello disse...

Parabéns Riani por esta grande conquista!É mais do que merecida!
Um forte abraço.

Mônico Reis disse...

Parabéns pelo trabalho, Riani!
É incrível!
Gostei muito e vou seguir,
Um abraço.

Guto Respi disse...

Maravilha de publicações Camilo!
Conhecia seu trabalho, mas não seu blog. e claro, bravo!!
Já está linkado e seguido
Abraço

Stegun disse...

Fantástico Camilão!! Parabéns! Publicar na Revista Gráfica é mais uma manifestação de reconhecimento do seu trabalho. E o Miran faz um trabalho e contribuição gigantes com a elaboração da revista.
Grande abraço.

Zé Roberto Graúna disse...

Olá, Riani!
Já conhecia seu trabalho Estive entre os colegas que participaram da comissão julgadora em Caratinga.
Bom... Eu ia incluir seu texto complementar, mas vc acabou escrevendo nos comentários, o que acabou ficando, a meu ver, mais apropriado. Vale o registro.
É isso! Qualquer coisa, estamos por aqui.
Ah, parabéns pela edição da revista Gráfica! Aliás, o Miran poderia fazer parte da lista de nomes que eu citei no último parágrafo do meu texto.
Grande abraço!

Glen Batoca disse...

Genial Camilo!Parabéns por mais esta conquista,sem dúvida nenhuma é um fato marcante para qualquer artista ver o seu trabalho nesta extraordinária revista,realmente é a realização de um sonho!
Abração e bons traços!

CAMILO RIANI disse...

Caros Mello, Mônico, Guto, Stegun, Zé e Glen:
Obrigado pelas palavras e mensagens! É bom poder dividir com os colegas esses passos todos.
Apareçam sempre!
Abraços,
Camilo Riani